Metáfora - Figuras de Linguagem, O que é, Exemplos - Arena Marcas e Patentes
  • Registro de Marcas e Patentes.

Metáfora – Figuras de Linguagem, O que é, Exemplos


Metáfora – Figuras de Linguagem, O que é, Exemplos | As figuras de linguagem são expressões utilizadas na língua portuguesa como recursos de expressão. Em outras palavras, ajudam um indivíduo ou um grupo de pessoas a se expressarem da melhor maneira, de forma a passar para o interlocutor a melhor mensagem possível. 

Existem diversas figuras de linguagem na língua portuguesa, com os mais variados objetivos. No artigo de hoje falaremos mais sobre a Metáfora, um dos recursos de expressão mais utilizados em textos literários. 

O que é a Metáfora? 

Amplamente utilizada em textos literários, a metáfora é um dos recursos de expressão mais famosos da língua portuguesa. Basicamente, consiste na utilização de uma palavra ou termo em lugar de outros. Essa definição, no entanto, poderia ser utilizada para diversas outras figuras de linguagem da língua portuguesa. Por esse motivo, é necessário ser mais específico na definição. 

Diferente de outros recursos, na metáfora, a partir da substituição dos termos, é necessário que não exista uma relação direta entre o que está escrito e o que se quer dizer. Por esse motivo, a metáfora é uma figura de linguagem completamente subjetiva e, dessa forma, o receptor da mensagem deve, necessariamente, ter de pensar para entender a sentença. A partir do momento que um termo se torna claro e óbvio, ele deixa de ser uma metáfora. 

Além disso, outra característica importante da metáfora é a ausência de comparação. Em frases onde o receptor usa termos de comparação não há a presença de metáfora. 

Exemplos de metáfora

No tópico acima, explicamos todos os aspectos que fazem com que um recurso de linguagem seja uma metáfora. No entanto, nem sempre é fácil compreender os conceitos quando estes estão apenas no campo das ideias. Por esse motivo, a exemplificação é uma das estratégias mais eficazes no processo de aprendizado. 

Sendo assim, neste tópicos iremos dar alguns exemplos de como a metáfora pode ou não pode se expressar. 

Em primeiro lugar, alguns exemplos do que NÃO se enquadra como metáfora:

  • Os olhos são como a janela da alma; 

Ao usarmos termos mais subjetivos, tal como janela da alma, é comum a associação à metáfora. No entanto, como falado anteriormente, quando a sentença possui um sentido claro que comparação, a metáfora não ocorre. A figura de linguagem utilizada na sentença acima é, justamente, a comparação.

  • O pé da cadeira da minha sala quebrou; 

Na frase acima, a parte de inferior da cadeira, responsável por sustentá-la, foi substituída por pé da cadeira. Nesse caso, não trata-se de uma metáfora, tendo em vista que esta expressão, por ser utilizada constantemente, já se tornou óbvia. 

Agora, daremos exemplos do que É uma metáfora: 

  • Olhei pela janela de sua alma e não consegui encontrar verdade; 

A sentença acima mostra um exemplo claro de metáfora. Os olhos foram substituídos por “janela da alma”, de forma subjetiva e implícita, onde em nenhum momento foi citada a substituição. 

Outros exemplos

  • “Aquela mulher é uma flor”; 
  • Todo o poema “Rosa de Hiroshima”, de Vinícius de Moraes, onde ele associa a rosa à bomba; 
  • “Amor é fogo que arde sem se ver” (Luís de Camões); 
  • “Meu coração é um balde despejado” (Fernando Pessoa);

As figuras de linguagem são um campo amplo de um dos mais interessantes da língua portuguesa. Se quiser saber mais sobre esse assunto, tão presente em provas de vestibulares e concursos, clique no artigo a seguir: Figuras de linguagem – O que são? Quais as principais?