Inversão Térmica Fenômeno - Conceito, Resumo e Soluções - Arena Marcas e Patentes
  • Registro de Marcas e Patentes.

Inversão Térmica Fenômeno – Conceito, Resumo e Soluções


A Inversão Térmica é um fenômeno atmosférico comum aos centros urbanos, como São Paulo, Nova York, Londres e Tóquio. Os grandes centros comportam grandes processos de industrialização, por exemplo, que gera poluentes que ficam retidos nas camadas atmosféricas próximas à superfície. Como consequência, doenças respiratórias e possíveis irritações nos olhos podem ocorrer.

O fenômeno pode ser registrado em qualquer parte do planeta Terra, sendo predominantemente mais comum em centros urbanos. A Inversão das camadas da atmosfera e faz com que aconteça a desestabilização temporária da circulação de ar, ocasionando alterações na temperatura.

Como ocorre a Inversão Térmica?

inversão térmica – quimica

Você sabia que foi em Londres o primeiro registro de Inversão Térmica devido a concentração de fases poluentes na atmosfera? Datado em 1952, o primeiro registro evidencia o efeito que vem se prolongado até os dias atuais. O fenômeno está cada dia se tornando mais intenso. Em São Paulo, em setembro de 2007, foi registrado um dos piores índices da história já causado pela Inversão Térmica no planeta.

Normalmente, a Inversão Térmica ocorre entre a madrugada e o início da manhã. Comumente das estações de baixa temperatura, como o inverno, a Inversão Térmica faz com que o ar frio fique retido nas camadas mais baixas da atmosfera e, por isso, o ar quente acaba ficando preso nas camadas mais elevadas. Assim, a circulação de ar fica retida. O fenômeno é conhecido como Inversão Térmica. Com o surgimento do sol, aos poucos, a Inversão se desfaz até voltar aos índices normais de circulação atmosférica.

O “Efeito tampão”

O “Efeito tampão” ocorre geralmente no verão. O fenômeno se explica pelas massas de ar quente, oriundas do oceano, formam tampões sobre as grandes cidades, como São Paulo, que impede a subida de ar frio. Assim, o efeito resulta em uma Inversão Térmica natural. A consequência desse fenômeno é a concentração de toneladas de poluentes e a dispersão é dificultada pelos baixos níveis pluviométricos. O “Efeito tampão” é nocivo a saúde dos seres humanos, pois a concentração de poluentes pode ser causa do desenvolvimento de diversas doenças respiratórias, como bronquite e renite, além de causar intoxicações no organismo humano.