Guerra da Tríplice Aliança - Guerra do Paraguai - Arena Marcas e Patentes
  • Registro de Marcas e Patentes.

Guerra da Tríplice Aliança – Guerra do Paraguai


Guerra do Paraguai – A história de toda nação e território é marcada por vários acontecimentos sociais e políticos que influenciam para sempre a cultura e espaço daquele lugar. Neste viés, as guerras e conflitos são fatos comuns de existirem na memória de um país. E com o Brasil não é diferente.

A partir de seu descobrimento pelos portugueses, em 1500, e o começo da documentação dos acontecimentos, o Brasil passou por vários conflitos, guerras e movimentos. Destes, um dos mais notáveis ocorreu entre os anos de 1864 e 1870 e ficou conhecido como Guerra do Paraguai.

O que foi a Guerra do Paraguai?

Também conhecida como Guerra da Tríplice Aliança, a Guerra do Paraguai é o nome dado a uma série de embates ocorridos entre dezembro de 1864 e 1870, travados entre o Paraguai e a Tríplice Aliança, a qual era composta por Brasil, Argentina e Uruguai.

Principais causas da Guerra do Paraguai

A região platina, composta por Paraguai, Argentina e Uruguai, é um território banhado por três rios, os quais eram importantes meios de escoamento do comércio na época: Paraná, Uruguai e Paraguai. O transporte fluvial por estes lugares era o principal meio usado pelo Paraguai para exportar e importar suas mercadorias. Diante disso, era interessante para o país conquistar algumas terras próximas a esses rios.

Outro motivo para o início do conflito foi o partidarismo existente no Uruguai. Naquela época, o país era comandado por uma aliança formada entre duas facções: os colorados e os blancos. Em 1864, os colorados desfizeram essa aliança e decidiram tomar o poder de seu governante, Bernardo Berro.

Tal movimento foi apoiado por Brasil e Argentina. Por outro lado, o governo paraguaio apoiou os blancos. A partir da grande superioridade bélica, os colorados venceram seus oponentes com facilidade. No entanto, o governo paraguaio não aceitou bem a derrota, mandando tropas pela Argentina a fim de atacar territórios brasileiros.

Início da Guerra do Paraguai

Após o final do embate no território uruguaio, tropas do Paraguai, passando pela Argentina, atacaram o Rio Grande do Sul e conquistaram aquele território. Diante disso, o governo brasileiro, juntamente com Argentina e Uruguai, assinou o Tratado da Trípice Aliança, onde esses três países se uniriam contra as tropas de Solano López (ditador paraguaio). Este é o início da Guerra do Paraguai.

Principais embates da Guerra do Paraguai

O conflito foi caracterizado por uma série de embates entre as tropas inimigas. Destes, os principais foram:

– Batalha de Tuiuti: Ocorrida em maio de 1866, ocasionou a morte de 10 mil pessoas e foi causador da substituição do general brasileiro Osório, o qual havia saído vitorioso. O substituto foi Marquês de Caxias.

– Retirada de Laguna: 1867. Tropas brasileiras tentam conquistar novamente parte do Mato Grosso, que estava em domínio paraguaio. O Brasil saiu derrotado. Data da retirada de Argentina e Uruguai da Guerra.

– Batalha de Humaitá: A vitória militar brasileira na conquista do forte de Humaitá, a fim de avançar no território paraguaio.

Fim da Guerra do Paraguai

A Guerra terminou no dia primeiro de março de 1870, quando o Conde D’Eu, então general do Brasil, substituindo Marquês de Caxias, consegue capturar e executar o ditador paraguaio Solano Lopez.

As consequências da Guerra foram severas para todos os países participantes, tendo em vista que os gastos eram exorbitantes. O principal prejuízo foi para com o Paraguai, que teve mais de 70% de sua população masculina dizimada. As dívidas da Guerra foram perdoadas por Getúlio Vargas em 1943.